Autonomia e autoridade

Autonomia contra autoridade. Não deveria haver uma oposição entre essas ideias. Não as vejo como uma luta do bem contra o mal, He-Man contra Esqueleto, polícia indo atrás de ladrão. Analisar autonomia e autoridade enquanto formas de se relacionar (e não apenas as duas, mas todas as outras formas!) não deveria pressupor necessariamente um julgamento ou atribuição de valores a elas. Pensar em autonomia e autoridade sem réguas, termômetros, o que quer que seja. Qual a melhor? Ora, tanto faz quando se trata de consumir, discriminar, mentir ou até mesmo salvar o mundo, ensinar, iluminar a vida alheia, progredir, estabelecer a ordem. São todas ferramentas manuseadas dentro da mesma oficina, operando na mesma lógica, no mesmo jogo, com as mesmas regras, mesmas verdades, mesmas mentiras. Ser autônomo ou autoritário para perpetuar a máquina, abastecer essa mecânica que homogeiniza, a centrífuga que torna todas nossas vidas iguais, pasteurizadas e monotônicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s