Serra e sua mão no Rodas

http://f.i.uol.com.br/folha/educacao/images/09316466.jpeg

O novo reitor da USP

1981 foi o ano em que Maluf escolheu Antônio Hélio Vieira para reitor da USP.

Após as eleições internas, onde votam professores e uma parcela mínima de funcionários e estudantes, cabe ao governador escolher o reitor entre os três candidatos mais votados.

Naquele ano, Maluf não escolheu o mais votado da lista indicada pelo Conselho Universitário (conhecido como CO mas deveria, para ser coerente, ser chamado de CU).

Depois de 1981, ocorreram sete eleições para reitor. Até ontem, todos os governadores haviam escolhido o primeiro das listas a eles indicadas.

Na época do regime militar, o estatuto da USP foi fortemente influenciado pelo governo a fim de restringir a participação subversiva nas decisões da Universidade. Como herança do regime, até hoje o governador vigente escolhe quem ocupara o cargo máximo da USP.

Alguns dizem que, em respeito à autonomia universitária, desde 1981 os governadores escolheram os mais votados das listas tríplices.

Essa explicação parece-me inocente demais.

Creio que as posturas políticas dos reitores escolhidos nunca foram tão discrepantes entre si a ponto de fazer com que o mais votado fosse rejeitado.

Em 2009, o cenário é diferente.

José Serra (PSDB) deixou de escolher Glaucius Oliva, o mais votado, para nomear reitor João Grandino Rodas.

Por que Serra quebrou a expectativa e não nomeou Oliva?

Nos últimos anos, o governador vem sendo apontado como responsável por conflitos dentro e fora das universidades paulistas.  Há quem diga que Serra foi complacente com manifestantes em episódios como a ocupação da Reitoria em 2007 contra os decretos que, segundo os mobilizados, feriam a autonomia universitária.

Serra cansou de ver sua política de ensino superior criticada. Oliva, que desde o início de sua campanha foi apoiado pela ex-reitora Sueli Vilela, não garantiria a influência do governador nas decisões internas à universidade, repetindo a política da reitora dos últimos quatro anos.

No passado, a polícia não agia na Universidade. Na era Rodas, Serra conseguiu estender os tentáculos da PM para dentro dos campi.

Obviamente Rodas possui, do ponto de vista político, alguma vantagem sobre Oliva.

Voltando um pouco no tempo, lembremos do papel desempenhado por Rodas durante a greve de 2009 na USP. Foi ele quem influenciou a então reitora Sueli a permitir a intervenção da PM no campus e sua violência sobre os manifestantes.

Foi Rodas, enquanto diretor da Faculdade de Direito da USP, quem fez com que a polícia agisse sobre os manifestantes no Largo São Francisco em 2007.

“Infelizmente”, Rodas não esteve presente nas decisões políticas da Reitoria no episódio em que seu prédio ficou ocupado por estudantes, funcionários e professores grevistas durante 51 dias. Nesse episódio, a polícia não agiu.

Rodas possui um histórico de decisões voltadas à restrição de manifestações utilizando a força da Polícia Militar. Após o regime militar, nenhum outro reitor ou diretor fez como Rodas, utilizando da violência legal para lidar manifestantes, os quais normalmente “perturbam as atividades acadêmicas”.

Não tenho dúvida de que esse ponto foi decisivo para a escolha de Serra. Rodas como reitor garante que a USP será administrada de acordo com os interesses tucanos. Sueli Vilela, de quem Serra diverge, causou-lhe problemas demais ao longo dos quatro anos. Isso Rodas não fará.

Maluf e Serra possuem em comum mais do que suas origens. Vieira foi a solução de Maluf em 1981. Em 2009, Serra garantiu sua influência política e a polícia na USP. O que é ótimo para a estabilidade do Estado democrático imposto.

Enquanto reitor, Rodas é a mão na roda de Serra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s